You’re living on borrowed time

Sabe aquele ”sei lá” que ultimamente não sai mais de seu vocabulário diário? Então, sabemos que escondido nestas duas palavras estão milhares de sentimentos ocultos, pensamentos obscuros, vontades oprimidas que no momento você não se sente motivado para falar ou você não se sente bem comentando sobre eles ou quem sabe apenas ninguém consegue te acolher de tal maneira para que você fale sobre o que está por trás deste enigmático ”sei lá” e é muito mais fácil você colocar um sorriso no rosto quando te perguntam se tudo está bem, quando perguntam o que aconteceu, o porque de você estar tão distante e apenas responder ”sei lá” e continuar vivendo com tudo lá dentro, mas é bom guardarmos tudo isto apenas para nós? Para falar a verdade eu realmente não sei, mas acredito que você deve sim retirar tudo o que está guardado e desabafar para alguém, porém, um alguém que se preocupe de verdade com você, hoje em dia a coisa mais fácil de se encontrar no mundo são ”falsos cuidadosos”, ”falsos amigos” que apenas dizem se importar para quem sabe conseguir algo que você poderá dar a ele, portanto cuidado, após isso, quando você achar alguém que se importe de verdade você poderá abusar e falar absolutamente tudo o que está a tempos preso, fale sem parar, sem pausas se for preciso, tire tudo, não deixe nenhuma palavrinha lá dentro, você verá que no final se sentirá muito melhor, como se tivesse tomado um banho em que lavasse seu interior e agora você está novo, limpo, pronto para mais sentimentos, vontades, pensamentos…

– Giovanna Melo

Anúncios

Top 5

A música é uma das coisas mais presentes em minha vida, tenho uma para cada momento que passei e hoje vim aqui para mostrar para vocês um pouco das minhas mais novas descobertas – ok, as músicas não são novas, mas nunca tinha ouvido, logo… hahaha – espero que gostem. A, não reparem na diferença de estilos musicais, porfa. Sempre quis fazer um post como esse aqui no blog e hoje resolvi finalmente fazer, sei que meu blog não combina muito com esse tipo de post já que desde o nascimento desse meu bebê lindo eu apenas postei meus textos, mas é isso aí, vou postar mesmo assim, HAHAHA. Mostrarei minhas músicas que no momento não saem da minha playlist do final de 2012 e desse comecinho de 2013 e vocês me mostram a de vocês, o que acham? Aqui o negócio é compartilhar boa música galera. HAHAHA. Bom, lá vai…

1) The xx – Angels (Bodhi Remix)

Irei começar com esse remix IN-CRI-VEL de Angels do The xx, conheci essa banda em uma viagem que fiz, fiquei completamente viciada e comecei a caçar no youtube todas as músicas deles, até que me surge esse remix, pronto, conseguiu ser melhor que a música original, perfeito para dar aquela animadinha matinal. MEGA RECOMENDO.

2) The Kooks – Naive

Ok, sou completamente suspeita ao falar sobre a melhor banda do universo, The Kooks, mas eu não poderia fazer minha primeira listinha de música aqui para o blog e não coloca-los, não tenho o que falar desse som, apenas aperte o play e ame. HIPER RECOMENDO.

3) Lynyrd Skynyrd – Homegrown

Essa saiu do forno em Agosto do album Last of a Dyin’ Breed e eu viciei nessa música do lynyrd, uma pegada mais moderna do que eu estava acostumada ao ouvir os outros albuns da banda. Coloque no ultimo volume e se joga, HAHAHA.  SUPER RECOMENDO.

4) Best Coast – When I’m With You 

SOS, música mais fofa do mundo, letra, ritmo e o clipe então gente? O que é esse amor da menina com o Ronald Mcdonald?? AMEI HAHAHA, e suuuper gostosinha de ouvir, essa é daquelas que você logo abre um sorriso ao ouvir. PLAY PLAY PLAY. ULTRA RECOMENDO

5) Wiz Khalifa – Fly Solo

E para terminar esse post mega gostosinho não poderia faltar essa música que ”descobri” a pouquíssimo tempo, graças ao meu amegueeenho querido e confesso que eu estou completamente viciada, deu até vontade de ir ao show dele que acontecerá amanhã, ai gente música muuuuito delicia, e a letra então? ULTRA HIPER MEGA RECOMENDO

Bom gente, por hoje é isso, 5 músicas que eu espero que pelo menos 1 delas faça você se sentir melhor. Amei fazer esse post um pouco diferente e se vocês gostarem quem sabe mais um nesse formato não saia? HAHA e compartilhem suas músicas viciantes comigo, beijiiiiiiiiiiiinhos.

– Giovanna Melo

Happy New Attitude

Vá, salve-se, agora você tem mais um ano inteiro para fazer o que deixou de fazer no anterior, use a desculpa de estar recomeçando junto com o ano, novas atitudes, novo humor, uma pessoa totalmente diferente, prometeu mudar – mesmo sabendo que não conseguiria – e pior, os outros ainda acreditaram.

Você não vai agir de outra maneira, dia 31 era uma pessoa. 00h01, mudou, uma pessoa melhor. Não.

Carlos fez planos, promessas para 2013, em sua lista havia ser menos orgulhoso, mais humilde e caridoso, ser uma pessoa melhor, coitado ainda acredita que será esse o ano da mudança, 1 semana se passou e a lista já estava na gaveta do quarto de bagunças, com o tempo ficando cada vez mais esquecida ao fundo. Menos orgulhoso? Não. Mais humilde? Muito menos. Caridoso? Faça-me rir. Continua o mesmo.

Promessas e listas não valem de nada quando a atitude necessária para realiza-las não existe. Feliz 2013.

– Giovanna Melo

Essence X Existence

 Como se não tivessem sido programados, não funcionavam, ou funcionavam mas a preguiça de pensar e/ou sentir era tanta que preferiam deixar assim, vazio. Corpo e alma, existência e essência eram coisas separadas agora, na rua músculos se movimentando e a mente fica cada vez mais vazia, nada mais era intenso, nada mais era espontâneo, nada mais era criativo, novo, inteligente. E os que restaram? Os que ainda têm sua essência aliado com sua existência, vivem por aqui? Até fácil identifica-los, porém estão tão em falta que ao achar alguém assim, guarde-o e troque pensamentos, experiências, filosofias, expanda seu conhecimento e não se separe nunca de sua mente, sua alma, seja intenso e espontâneo, faça o que acha ser certo, porém tenha senso crítico para determinar o certo e o errado, questione, descubra, fale, escreva pensamentos, mas repito, não se torne mais um e sim o número um, você tem que se destacar, acha legal viver aquela vidinha comum, sempre igual, não desejando nada diferente e apenas vivendo como mais uma pessoa no mundo que acorda, vai ao trabalho/faculdade, tem o celular e roupas da moda, sai todo final de semana para os mesmo lugares, com as mesmas pessoas, uma paquera aqui, outra ali, chega segunda-feira e o ciclo continua. Chato, exaustivo, irritante, não pensam, querem apenas saber quando é o lançamento daquele novo celular para comprar e ser o primeiro da sua turma a ter, pior que ainda se orgulham disso, como se fosse algo para se orgulhar, pessoas movidas a status, cansei delas, e sim isso é um desabafo, chego até a pensar se no final sou eu quem tenho algo errado por querer mais do que isso, querer mais a essência das pessoas, querer seu interior, novos pensamentos, novos sentimentos, não ser apenas mais um.

– Giovanna Melo

Catching the Dream

Perseguindo sonhos e ao mesmo tempo sendo perseguida por eles, de dia, de noite, não importa o horário, o tempo, a circunstância, ele está ao meu redor, invadindo minha mente, como um desejo que ainda não foi suprido, mas que há de ser, assim espero, por ser algo mútuo minhas esperanças aumentam, ok, sei que não é muito bom alimentar tanto a esperança, por isso mesmo faço apenas de tempos em tempos, apenas quando a coragem resolve dar uma passadinha, ao ir embora as vezes tento alcança-la para  quem sabe me ajudar ainda mais, tornar realidade o que eu mais quero, o que eu mais preciso nesse momento.

– Giovanna Melo

My appreciation

Instantaneamente tudo se inverteu, seus sentimentos, sua forma de pensar em relação a certas coisas, sua forma de agir, sua vida, não soube explicar porque aconteceu, mas ficou agradecida por ter ocorrido, estava realmente muito grata por terem deixado as coisas mais claras, mais nítidas e com cores mais vibrantes, uma alegria em respirar, sentir, viver.

Tudo era agradável, Marcela acordava já com a ideia fixa de ‘’bom dia’’ e executava o ‘’bom’’ com maestria, ela era daquelas meninas positivas, com boa energia, sempre via coisas boas, podem achá-la sonhadora demais, pouco realista, mas não ligava, se isso a fazia sorrir então tudo estava certo, porém ela confessa que essa inversão que ocorreu teve um porque, uma razão não descoberta, mas que estava ali, escondida, ainda não revelada. Sabia que isso era para ter ocorrido, pois sua positividade estava ficando esgotada, estava se sentindo mal, como se tudo o que ela mantinha e seguia a deixasse na mão, não aguentava mais, colocava em prática o ‘’bom’’ de seu ‘’bom dia’’ mas não funcionava mais, e por isso ela agradece a razão ter aparecido e ter acendido novamente sua positividade, voltou a ser aquela menina, pensou e acreditou, pois o que é nosso ninguém toca, ninguém tira, podem conseguir retirar parcela, mas nunca tudo, sua força não deixará, seus princípios são maiores e muito mais fortes.

– Giovanna Melo

Grab a cup of coffee

Ficou sentado esperando seu café esfriar para que assim pudesse dar aquele primeiro gole, aquele gole que faz com que todos os pensamentos mais recentes se alinhem, aqueles pensamentos pertinentes que estão a um bom tempo gritando em sua mente agora assombrada de tantas palavras atinentes, como se as palavras pudessem sufocar, como se as palavras pudessem transtornar, para ele elas conseguiam, as palavras conseguiam, segurou a xícara de café para dar o tão esperado primeiro gole, surpreso, ainda estava quente, sua língua fervia, assim como seus pensamentos, porém um fervilhamento em sua mente que consegue transformar as palavras ainda líquidas em vapor, fazendo-as irem embora, como ele adorava o primeiro gole de café…

– Giovanna Melo